Compartilhe o Memorial 0079A

Biografia

Antônio Francisco de Paula Sousa (Itu, 6 de dezembro de 1843 — Rio de Janeiro, 1917) foi um engenheiro e político brasileiro.

Neto de Francisco de Paula Sousa e Melo, estudou em Zurique (Suíça) e em Karlsruhe (Alemanha). Em 1871, voltou definitivamente ao Brasil para dedicar-se ao desenvolvimento ferroviário brasileiro.

De ideologia republicana, participou da Convenção de Itu. Foi eleito deputado estadual em 1892, tendo sido presidente da Assembléia Legislativa e grande defensor do ensino público e incentivador da criação da Escola Politécnica de São Paulo, da qual foi o primeiro diretor. Foi Ministro dos Transportes do governo Floriano Peixoto, de 22 de abril a 8 de setembro de 1893.

Era filho de Antonio Francisco da Paula Souza, ministro da Agricultura, e D. Maria Rafael da Paula Souza. Casou-se com Ada Virginie Herwegh na Alemanha.

Instituição 

A instituição foi criada pelo decreto-lei de 6 de outubro de 1969, na gestão do governador Roberto Costa de Abreu Sodré (1967 – 1971), como resultado de um grupo de trabalho para avaliar a viabilidade de implantação gradativa de uma rede de cursos superiores de tecnologia com duração de dois e três anos.

Em 1970, começou a operar com o nome de Centro Estadual de Educação Tecnológica de São Paulo (CEET), com três cursos na área de Construção Civil (Movimento de Terra e Pavimentação, Construção de Obras Hidráulicas e Construção de Edifícios) e dois na área de Mecânica (Desenhista Projetista e Oficinas). Era o início das Faculdades de Tecnologia do Estado. As duas primeiras foram instaladas nos municípios de Sorocaba e São Paulo.

A trajetória do Centro Paula Souza vai além de seus 45 anos de fundação. Sua memória mistura-se com a história centenária do ensino profissional público em São Paulo. Em 1969, o órgão nasceu com a missão de organizar os primeiros cursos superiores de tecnologia, mas no decorrer das décadas, acabou englobando também a educação profissional do estado em nível médio, absorvendo unidades já existentes e construindo novas Etecs e Fatecs para expandir o ensino profissional a todas as regiões do Estado.