Compartilhe o Memorial 0137A

Biografia

Afonso Celso Garcia da Luz, jornalista, advogado e vereador, dá origem à avenida Celso Garcia, importante corredor que liga o Brás à zona leste.

Celso Garcia nasceu 15 de outubro de 1869, em Batatais, filho de Evaristo José Garcia e de Mariana Garcia da Luz. O pai, que, ali, era tabelião judicial e de notas, descendia de Diogo Garcia da Cruz casado com Júlia Maria da Caridade, uma das três ilhoas, patriarca das tradicionais famílias da região “Garcia” e “Figueiredo”. 

Como jornalista, atuou nos veículos “Gazeta do Povo”, “A Platéa”, “Diário da Tarde”, “A Nação”, “O Tempo”, “O Estado de S.Paulo” e “Correio de S.Paulo”.

Foi eleito vereador, para a 5ª legislatura da Câmara Municipal de São Paulo, no período de 7 de janeiro de 1905 a 15 de janeiro de 1908, sendo reeleito para a 6ª legislatura, com 490 votos, para o período de 15 de janeiro de 1908 a 15 de janeiro de 1911. Na Câmara, Celso Garcia foi membro da Comissão de Higiene e Saúde Pública, de 7 de janeiro de 1906 a 15 de janeiro de 1908, além de membro da Comissão de Justiça e Polícia, de 15 de janeiro de 1908 a 30 de maio de 1908.

A morte, por pneumonia dupla, contudo, colheu-o, de surpresa, em plena atividade, no dia 30 de maio de 1908, aos 38 anos de idade.

 

Defensor dos Operários e inundações

Uma das importantes contribuições de Celso Garcia foi a criação dos bondes especiais para operários, além de instituir o passe escolar nas linhas de bondes elétricos, estabelecer horários para o funcionamento de casas comerciais e lutar pela solução do problema das inundações dos bairros ribeirinhos.

Com uma visão profunda dos problemas de São Paulo, Celso Garcia foi grande amigo e defensor das classes operárias, entre as quais conquistou simpatias. Ele faleceu em 30 de maio de 1908, aos 39 anos de idade, não cumprindo o mandato de sua reeleição.

A atual avenida Celso Garcia foi instituída pela Lei 1.086 de 15 de junho de 1908, quinze dias após sua morte. O lugar já foi chamado de Estrada da Penha, Caminho do José Brás e Avenida da Intendência, sendo após av. Celso Garcia em homenagem ao notável homem público.

Fonte:jorbras.com.br